Translate

quinta-feira, 12 de junho de 2014

VAI LÁ BRASIL!!! COPA 2014

Nando comunista 

O Brasil tem sido o super campeão mundial em matéria de extermínio dos jovens. Desde décadas remotas o país se mantém em primeiro no ranking. Nesta terra elimina-se mais jovens do que os países que estão em conflitos armados. Existe uma política deliberada das Elites Regionais, dos governadores dos estados da federação em eliminar a juventude preta, pobre e periférica. O Brasil faz jus ao maior espetáculo da terra, o de ser o maior assassino dos seus filhos. "E o teu futuro espelha essa grandeza?" Cerca de 50 mil assassinatos anuais.
Em discurso recente, a presidenta Dilma Rousseff, reconheceu que "a violência contra a juventude preta tornou-se um problema de Estado no Brasil". Cuja a problemática é a criação de políticas de enfrentamento à violência, principalmente nas periferias do país, onde residem a maioria dos jovens em situação de vulnerabilidade, já que grande parte dos assassinatos são realizados pelas polícias estaduais.
Os 12 maiores conflitos — que ocasionaram 81,4% do total de mortes diretas no total dos 62 conflitos — vitimaram 169.574 pessoas nos quatro anos computados.
No Brasil, país sem disputas territoriais, movimentos emancipatórios, guerras civis, enfrentamentos religiosos, raciais ou étnicos, conflitos de fronteira ou atos terroristas foram contabilizados, nos últimos quatro anos disponíveis – 2008 a 2011 – um total de 206.005 vítimas de homicídios, número bem superior aos 12 maiores conflitos armados acontecidos no mundo entre 2004 e 2007. Mais ainda, esse número de homicídios resulta quase idêntico ao total de mortes diretas nos 62 conflitos armados desse período, que foi de 208.349.
O Brasil, com sua taxa de 27,4 homicídios por 100 mil habitantes, supera largamente os índices dos 12 países mais populosos do mundo. Só o México se aproxima: sua taxa foi de 22,1.
Fonte: "Homicídios e juventude no Brasil" - Mapa da Violência 2013.
Quer saber mais acesse: www.juventude.gov.br

Nenhum comentário: