Translate

quinta-feira, 1 de março de 2012

CARTA DE REPÚDIO AO CENTRO DE JUVENTUDE CACHOEIRINHA.



O Forum de Hip Hop Municipal SP

Informa que não haverá a realização Semana do Hip Hop 2012, lei instituída pela Lei nº 13.924, de 22 de novembro de 2004 e consolidada no inciso LIX do artigo 7º da Lei nº 14.485, de 19 de julho de 2007 , com o tema OS HEROIS NÃO MORREM, RESISTEM! DAS RUAS PARA A HISTORIA, no Centro de Juventude Cachoeirinha, CCJ, por razão da omissão participativa da gestora de cultura Karen Cunha, que se justifica que está construindo eventos de hip hop desde novembro de 2011. Mas ela descumpre a lei referente a Semana de Hip Hop e também da portaria intersecretarial* entre Secretarias de Cultura, Educação e Participação e Parceria, na qual o seu nome consta como uma das pessoas responsáveis para construção da determinada lei. Causando prejuízo em todo o projeto que está sendo elaborado desde setembro de 2011.

O Fórum Municipal iniciou o dialogo no mês de julho para construção da Semana Hip Hop 2012, com a Secretaria de Cultura, houve uma reunião referente o assunto, depois não houve mais os diálogos. Essa que se dá a perversa de negação de direitos da administração pública aos cidadãos paulistano da periferia. A lei da Semana de Hip Hop tem o proposito da garantia do direito cultural e valorização do movimento hip hop; e também manter o diálogo do poder público com a sociedade civil. para desconstrução do racismo e preconceito institucional.
Quando pessoas que têm a função de promoverem e valorizarem a cultura, e elas buscam a omissão por não entender a criação artística local, e tornam-se promoters somente facilitando para artistas que já tem espaço na mídia, com intuito de atrair público e justificarem suas ações ao seus padrões secretários, forma de não perderem seus cargos. Existe o detalhe que não serem funcionárias públicas, somente estão no cargo por indicação da equipe da gestão politica atual. Essas pessoas tem ações de apropriação dos espaços públicos tornando os privados, principalmente quando somente promovem culturas de gosto duvidosos para os moradores, que não conseguem ver seus artistas locais em espaços culturais que valorizem e trazem o sentimento de pertencimento da cultura local.
A programação e a indicação do CCJ ,partiu do movimento hip hop local da zona norte, que já sentem a dificuldade de poder fazer suas musicas, dançar, tocar e graffitar no CCJ. Essa ação de não haver uma parceria, somente a recusa sem a preocupação com os transtornos para programação da Semana de Hip Hop 2012 que é elaborada desde o mês de setembro. Mesmo se o formato da semana de hip hop não agrada diversas pessoas que estão em cargos indicados do poder público, porque são obrigados a dialogar com a sociedade civil e atendê-la, como está previsto na lei. Então a gestora cultural Karen Cunha, que tem o poder de dizer o que significa cultura na zona norte, e pior o que é hip hop; Então ela cria a agenda no CCJ, não garantindo espaços de dialogo para sociedade civil manisfestar e utilizar o patrimônio publico e imaterial cultural da região. Porque ela já construiu o seu projeto, e não há espaço para hip hop local da zona norte dos bairros Cachoeirinha, Vista Alegre, Elisa Maria, Imirim, Jardim Maracá entre outros que não fazem parte da agenda cultural do bairro Vila Madalena.
Então pedimos desculpa para o movimento hip hop e o moradores convidando-os para o Domingo 18/03/ 2012 - Zona Norte - CEU JARDIM PAULISTANO- Rua Aparecida Do Taboado, s/n - Freguesia do Ó / Brasilândia - São Paulo – 15h as 20h.


NÚCLEO ABDIAS NASCIMENTO
BATE PAPO - O GENOCÍDIO DA POPULAÇÃO PRETA
MESA PESSOA DO HIP HOP – TESTA
MESA PODER PÚBLICO –
MESA CIENTISTA SOCIAL – MILTÃO
HIPHOP COMO ELEMENTO TRANSFORMADOR
OFICINAS E APRESENTAÇÃO DOS 4 ELEMENTOS

Oficineiros: MC - Black Gero / Graffiti – Shalak / B’Boy – Danzinho - Detroit Break
DJ – Vand
 Apresentações: Grupo I.G/ Ca.Ge.Be/ Duck Jam e a Nação HIP HOP/ Suspeito da Norte
 DJ’s: Residente: DJ Celo/ Batalha: DJ QAP & DJ Jeff
 Breaking: B’Boy Chuim/ Crew Street Warriors
 Graffiti: Essência Crew (Smoky, Joks e Shalak)/ Revolucionarte


Portaria Intersecretarial

I  - Constituir Comissão Intersecretarial para a realização anual da Semana Hip Hop instituída pela Lei nº 13.924, de 22 de novembro de 2004 e consolidada no inciso LIX do artigo 7º da Lei nº 14.485, de 19 de julho de 2007, composta dos seguintes membros:
Secretaria Municipal de Participação e Parceria - SMPP:
Titular - Maria Aparecida Laia, RF 552.211-1
Suplente - Kelli A. Fernandes dos Santos, RF 751.508.1.01
Secretaria Municipal de Educação - SME
Titular - Celso Seabra Santiago, RF 754.699.8-1
Suplente - Elisabeth Fernandes Sousa, RF 546.212.6-4
Secretaria Municipal de Cultura - SMC
Titular - Karen Cunha de Oliveira, RF 777.269.6
Suplente - Ananda Stücker, RF 792.498.4
II - A coordenação da Comissão Intersecretarial caberá ao representante da Secretaria Municipal de Participação e Parceria. III  - Qualquer alteração da composição dos membros listados no item I deverá ser comunicada, através de Ofício, para a Secretaria Municipal de Participação e Parceria, no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis a contar da alteração, contendo nome completo, telefone, e-mail, Registro Funcional e para qual vaga (titular ou suplente) está sendo indicado o novo integrante.
IV - A Secretaria Municipal de Participação e Parceria deverá, a cada ano, promover a atuação conjunta das Coordenadorias da Juventude e dos Assuntos da População Negra, mediante a integração das ações desenvolvidas na temática aqui objetivada, para o melhor resultado dos trabalhos da Comissão Intersecretarial na realização anual da "Semana do Hip Hop".
V - À Comissão Intersecretarial competirá:
1 - Planejar, coordenar e supervisionar as atividades referentes ao evento, ano a ano;
  2 - Promover, de forma a alcançar os objetivos traçados na Lei 14.485/07, a participação de:
a) movimento Hip Hop, através dos seus quatro elementos: o Break, o Graffit, o DJ e o Bboys;
b) ativistas de organizações não-governamentais que desenvolvam trabalhos sociais voltados para o combate ao racismo; c) alunos da rede municipal de ensino;
d) demais munícipes;
3 - Fixar o calendário de realização em cada ano, incluindo, obrigatoriamente, o dia 21 de março, quando se comemora o Dia Internacional de Luta Contra a Discriminação Racial;
4 - Estabelecer contato com a iniciativa privada para eventual realização de parceria, colaboração ou apoio, nos termos da legislação vigente, bem como com os demais órgãos da Municipalidade, em especial da CET e da SPTuris;
5 - Divulgar o evento;
6 - Baixar instruções ou normas complementares que se fizerem necessárias.
VI - Durante a "Semana do Hip Hop" poderão ser realizadas, entre outras e a critério da Comissão Intersecretarial, as seguintes atividades:
a) seminários temáticos sobre o movimento Hip Hop e ações afirmativas sobre o combate a discriminação racial e a inclusão social;
b) oficinas destinadas ao público jovem;
c) apresentações de Hip Hop em seus quatro elementos (Break, Graffit, DJ e Bboys);
d) visitas monitoradas a edifícios, obras escultóricas e logradouros públicos que integrem o patrimônio histórico e cultural do Município de São Paulo e estejam sob a guarda do Poder Público Municipal, que promovam a cultura afro-brasileira.
VII- Esta portaria entrará em vigor na data de sua publicação.
FRANCISCO BUONAFINA
Secretário Municipal de Participação e Parceria - SMPP
ALEXANDRE ALVES SCHNEIDER
Secretário Municipal de Educação - SME
JOSÉ ROBERTO SADEK
Secretário Municipal de Cultura Substituto - SMC

3 comentários:

Muros em Anexo disse...

Quero saber se foi boicotado só o da norte ou geral. Havará nas demais regiões ou não??

marketing e realização disse...

esse,anti cristo ,da karen deveria ser presa

marketing e realização disse...

que bandida,essa karen cunha,salafrariaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa,isso é improbilidade administrativa