Translate

sábado, 16 de janeiro de 2016

EMANCIPAÇÃO PELO MOVIMENTO HIP HOP

Fórum de Hip Hop Municipal de São Paulo, que foi criado em 2005 para divulgação das informações disseminadas pelo coletivo e também ser um meio de comunicação do movimento.

Este é um espaço e canal de diálogo do Movimento Hip Hop em diálogo com as representações da administração pública municipal para efetivação das políticas públicas municipais e assim criar critérios públicos que direcionem a relação entre o poder público e os jovens, garantindo que não haja privilégios de uns em detrimento de outros setores.Apesar de algumas ações do Fórum de Hip Hop Municipal de São Paulo terem alcançado dimensões nacionais, o Fórum articula a maior parte da rede e de suas ações dentro do território do município de São Paulo.

Difundir o Hip Hop

Elaborar políticas públicas de juventude

Inserir o Hip Hop como tema transversal da educação

Combater a discriminação de gênero

Organizar uma agenda do Hip Hop na cidade

Combater a discriminação racial

Atuar contra a violência policial

Debater geração de emprego e renda

Contra o Genocídio da Juventude Preta, Pobre e Periférica

Contra a Criminalização da Pobreza

Ações são colegiadas em reuniões semanais que tem como parceria a instituição Ação Educativa que nos cede o espaço.

Elas são para a organização de eventos e pautas de valorização artistica e politica  das pessoas que fazem o hip hop paulistano ser importante, também fazermos analises politicas que atingem a população moradora da periferia da cidade;
Produção audiovisual (videoclipes, entrevistas, documentários); campanhas contra o genocídio da juventude preta, pobre e periférica; campanhas contra a redução da maioridade penal; campanhas contra o machismo, campanhas conta homofobia; atividades socioeducativas em espaços públicos e escolas; Semana de Hip Hop (lei municipal nº 14.485/2007).Todas essas atividades são arquivadas e divulgadas no blog do Fórum de Hip Hop Municipal de São Paulo, inclusive os releases e vídeos para divulgação.

Formação politica de base na periferia e também o movimentos hip hop, executada pela difusão do conhecimento produzido culturalmente pelos quatro elementos (breaking, graffiti, dj e mc). Compreensão e exigência da necessidade de novos espaços culturais como combate a violência urbana que é tranvestida no racismo institucional e histórico da cidade e do país.

Formação de novos públicos, novos artistas, valorização de artistas fora da industria cultural e também valorização da garantia de direitos culturais e sociais a população moradora da periferia.

forumhiphopeopoderpublico.blogspot.com.br

Nenhum comentário: