Translate

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Casas de Hip Hop Paulistana.

Alguns avanços referente a revindicação da Casas de Hip Hop Paulistana.

Rapper Pirata 

Nessa terça feira, 29/09/2015 , horário da 18 horas, na Avenida São João 473, alguns representantes do movimento hip hop paulistano dialogaram com secretario de cultura Nabil para criação da Casa de Hip Hop na cidade. Houve a confirmação positiva  para a fundação do patrimônio público do movimento e da cidade. Agora iniciou se os processos para garantir a participação do movimento.
forumhiphopeopoderpublico.blogspot.com.br

Mulheres no HIP HOP luta e resistência

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

AÇÃO DO FORUM DE HIP HOP JUNTO OUTROS GRUPOS NA CONFERENCIA DE JUVENTUDE MUNICIPAL:


Direito à Cultura

Âmbito municipal:
Garantir o Programa Bolsa Artista nas periferias através dos equipamentos públicos da secretaria municipal de cultura.

Lei de fomento as linguagens artísticas da periferia: produção, criação e pesquisa de estéticas da periferia.

Criação de no mínimo um centro cultural de juventude em cada uma das cinco macrorregiões da cidade.

Fomentar programas e projetos culturais para artistas periféricos nos equipamentos públicos da educação e cultura, garantindo a intersetorialidade das políticas de juventude e a diversidade das culturas de matriz africana e indígena.

Âmbito estadual/federal:
Garantir políticas públicas de cultura como lei estadual. Ex: Programa Aldeias da secretaria municipal de cultura.

Garantir a criação e manutenção de cursos de formação para jovens dos editais (federais, estaduais e municipais) localizados nos equipamentos públicos de cultura do município e do estado.

Garantir o projeto território funk, Rap, Forró, Reggae, Samba, e de diversos gêneros musicais como política pública, investindo na ampliação dos espaços públicos que já produzem e reproduzem funk nas diversas regiões da cidade.

Garantir 40% do orçamento da cultura municipal para todas as linguagens artísticas das periferias das cidades do estado de São Paulo.

AÇÃO DO FORUM DE HIP HOP JUNTO OUTROS GRUPOS NA CONFERENCIA DE JUVENTUDE MUNICIPAL



Direito à Segurança Pública e ao Acesso á Justiça

Âmbito municipal:
Desmilitarização e reforma na formação da GCM;

Criar políticas de enfrentamento ao abuso sexual, estupro e machismo para a segurança das mulheres;

Ampliar os Centros de Direitos Humanos para toda a rede de CEUs da cidade, garantidos na meta 63 do Plano de Metas do Município;

Garantir no Plano Juventude Viva a perspectiva de proteção à vida dos jovens, e efetivação das políticas de juventude periférica e negra com foco no combate ao genocídio dessa população.

Âmbito estadual/federal:
Manter a idade penal aos 18 ano de idade, como previsto na Constituição Federal, evitando o aumento no tempo de internação e garantindo a efetiva aplicação das medidas previstas no ECA;

Desmilitarização da Policia Militar, fim dos Autos de Resistencia, municipalização da segurança pública e descriminalização das drogas, como parte do enfrentamento ao crime organizado;

Desencarceramento, promovendo um tratamento penal que não seja centrado unicamente na privação de liberdade e garantindo condições dignas para os jovens encarcerados (fim das revistas vexatórias, escolarização, melhores condições de vestimenta e higiene, condições dignas de tratamento as jovens gestantes e em amamentação) e estratégias especificas de garantia de direitos;