Translate

domingo, 2 de agosto de 2015

REPRESENTANTE PUBLICO PARA FALAR COM A PERIFERIA E O HIP HOP ?

Fuca (Forum Hip Hop MSP e Comite Contra o Genocidio Preto, Pobre e Periferica)

Ontem, 1º de agosto, ocorreu o evento visando a implementação das casas de Hip Hop na cidade de São paulo. O evento foi chamado pelo Fórum de Hip Hop MSP, que há anos já enviou e protocolou as reivindicações, porém permanece o silêncio da prefeitura perante os documentos apresentados. Inclusive, teve uma Audiência Pública em outubro de 2014 que além da leitura e entrega das moções de urgência pautou a criação das casas de Hip Hop sugerindo até os locais com os endereços das quatro regiões da cidade e no centro também.
Com a estratégia de pressionar o poder público, o evento teve apresentações dos 4 elementos do Hip Hop, mas sempre com viés de exigência da implementação oficial da casa de Hip Hop, além do combate ao Genocídio da Juventude Preta, Pobre e Periférica vigente.
Em março de 2015, na semana/ mês de hip hop, foi falado sobre as casas Hip hop também, e que assim como a semana, fosse um espaço para o Movimento Hip Hop em si e suas várias vertentes, não apenas de um coletivo ou de outro, privilegiando uns em detrimento dos outros.
E assim seguiu-se o evento com a participação das pessoas convidadas e com espaço para as pessoas que transitavam e tivessem o desejo de se expressar, mas faltou um convidado "especial"(?), o prefeito Haddad.
O prefeito não compareceu pessoalmente, mas seus representantes colaram, A Guada Civil Metropolitana (GCM.), que ordenou que o evento acabasse ali, rejeitando até a apresentação do decreto 52.504/2011 e se resguardando de outro decreto em sua prancheta.
Infelizmente, mais uma vez, essa foi a resposta que as pretas e pretos, que as periféricas e periféricos, que o Hip Hop teve. Policia e mais policia, seja a nível estadual ou municipal a lógica é a mesma, umas com um requinte maior de sadismo e maldade. Infelizmente, mais uma vez, esse foi o contato com o poder público que vem dialogar em forma de policia. Um dialogo que traz um baita preju pro nosso povo, só no estado de SP a policia do Alckmin matou mais de 400 pessoas no primeiro semestre de 2015, mais de 210 mil pessoas estão encarceradas, pessoas em situação de rua sendo espancadas, tendo seus pertences levados ou queimados, etc...
Umas das maiores capitais do mundo não ter uma casa de hip hop é um absurdo, queremos o devido valor a nossa cultura!
Contra o Genocídio da Juventude Preta, Pobre e Periférica!

2 comentários:

Anônimo disse...

Oláa, como faço pra participar?

Rapper Pirata disse...

Só comparecer em nossas reuniões que sempre são postadas e eventos