Translate

terça-feira, 27 de março de 2012

Semana do Hip-Hop é celebrada no Brás


Semana do Hip-Hop é celebrada no Brás

Evento teve encerramento no bairro, com palco montado em frente à Estação Brás da CPTM
O Brás foi palco de celebração da cultura Hip-Hop no último sábado, 24, na praça Agente Cícero, no encerramento da programação da Semana do Hip-Hop 2012. Apresentações musicais, de breaking e grafite tomaram conta do palco localizado em frente à Estação Brás da CPTM.  O evento foi promovido pelo Fórum de Hip-Hop Municipal de São Paulo em parceira com as secretarias municipais de Cultura, Educação e Participação Parceira.
Mais de vinte artistas se apresentaram no local, como Tocaia’s Mc’s, Dinastia, Mc Britinho, Luana Rodrigues, Alvos da Lei, Extremo Leste Cartel, entre outros, além de nove DJs e dançarinos de breaking. Artistas de grafite  pintaram muros próximos ao palco, completando os principais pilares da cultura hip-hop.
A Semana começou no domingo, 18, com programação em diversos pontos da capital paulista. Com o tema “Os heróis não morrem, resistem! Das ruas para a história”, homenageou diversas figuras importantes tanto para o Hip-Hop como para luta de classes e racial, como o sociólogo e jornalista Clóvis Moura, o geógrafo Milton Santos, a produtora Dona Flora Cash Beat e outros.
Artistas se apresentam em palco montado na praça Agente Cícero. Foto: Thaís Trigo.
“A intenção do evento não é só celebrar a cultura dos elementos do Hip-Hop. É trazer também conscientização e levar discussões, além dos muros das universidades, em lugares que, normalmente, não são feitos debates sociológicos. Queremos com isso, também, priorizar a memória de pessoas que foram importantes para a História do Brasil”, diz o rapper Pirata, um dos responsáveis pelo Fórum e organização da Semana.
Além do mais, a Semana de Hip-Hop é uma lei municipal (13.924/2004) implementada na gestão da prefeita Marta Suplicy (PT), com o objetivo de incentivar o debate sobre o Hip-Hop. Segundo Pirata, o evento só começou a ocorrer a partir de 2007, depois que membros do Fórum lutaram junto aos órgãos competentes pela realização da programação. Hoje, além de ser realizado em lugares abertos, a Semana também é organizada nos CEUs (Centros Educacionais Unificados) e na Câmara Municipal de São Paulo.

Nenhum comentário: