Translate

quarta-feira, 28 de julho de 2010

"Campanha Municipal Pela Semana do Hip Hop – Lei Municipal 14.485/2007".



Venha somar!!!
"Campanha Municipal Pela Semana do Hip Hop – Lei Municipal 14.485/2007".

Aprovada pela Câmara Municipal desde 2004, o governo Kassab, vem, há dois anos, congelando os recursos para a realização da Semana do Hip Hop, já foram sequestrados 600 mil reais. E para vetar de vez o Hip Hop, transformou a Casa do Hip Hop em Cidade Tiradentes, em Estação Juventude. Você pode articular com algum coletivo, marcamos uma conversa durante mês de julho, apresentaremos um documentário sobre o Fórum Hip Hop Municipal e as ações já realizadas a respeito da Semana do Hip Hop.
Inclusive, no dia 07 de julho do ano corrente, protocolamos um pedido de abertura de Inquérito Civil no Ministério Público/SP. Temos uma Audiência Pública agendada para o dia 20 de agosto de 2010 às 18h e 30 minutos, na Câmara Municipal de Vereadores da Cidade de São Paulo, Palácio Anchieta - Viaduto Jacareí, 100 - Bela Vista - São Paulo.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Hip Hop é Cultura

EDUARDO BOBCONTROVERSISTA - MRH2O

Muito se tem a falar sobre o que muitos chamam de movimento,
Porem discutimos de forma madura, Hip Hop é Cultura,
Não só entretenimento, para quem pensa assim é só lamentos,
A parada é recheada de sentimento, esta posto o enfrentamento,
E essa discussão é natural, não vamos abraçar as ideias do capital,
Que invade e fragmenta, destrói e não lamenta,
Querem transformar o que é politico em Pop,
Querem tratar os guerreiros como lock's,
Passou da hora de darmos um choque,
Escrevemos leis e teses de mestrado,
Mobilizamos e conscientizamos oprimidos e proletarios,
Mudamos e ressiguinificamos o cenario,
Porem estamos cercados de adversarios,
O adverso que tambem usa o verso,
Que corre no contra senso,
Que da união torce pelo aveso,
E muitas vezes vem do mesmo berço,
Não entende da luta o seu contexto,
Vou pro arrebento, o barato não é ilusão,
Defendo o direito a cultura e boa educação,
Previlegiando a criança e o adolescente do fundão,
Que do Estado é alvo histórico de omissão, avante irmãos,
Hip Hop e seus elementos, juntos a todo momento,
Vamos para o parlamento, acessar as leis de fomento,
Forçar a equidade, cobrar a quem deve a responsabilidade,
Hip Hop na cidade, é lei e o prefeito não libera,
Cometem crimes a vera e a midia não revela,
O ministerio publico não interpela, o barato é a novela,
O ultimo que sair apaga a vela, não é balela tão tirando a favela,
Impedindo o acesso a uma cultura que é dela,
Não podemos ficar na espera, pois ainda vivemos as mazelas,
E o Hip Hop é quem minimiza essas brechas,
Das meninas via conscientização fecha as pernas,
Que a midia e o miami beach agem para deixar abertas,
De forma avida precocemente ficam gravidas,
Isto não esta certo e é horrendo,
Na quebrada da policia continuo correndo e os meninos morrendo,
Estão violando na direta nossos direitos, impondo o silencio,
perpetuando a censura, e a matança cresce de forma nua e crua,
Mobilização esta é a questão, estamos sempre correndo atras do tostão,
Enquanto isso a classe dominante (governantes) só discutem os milhão,
Pregando uma zuada alienação, o meio é a televisão,
O fim, cemitério, prisão ou submissão
É lei e deve ser implementada, de cultural não queremos só a virada,
Queremos a Semana de Cultura Hip Hop regulamentada,
Com a devida rubríca orçamentaria, pois a lei é legitima mas não é legitimada,
Por estes que pensam estar lidando com uma manada,
De coletivos e posse desorganizadas, desarticuladas,
Analfabetizadas em pocilgas que chamam de escolas nas quebradas,
Chega de palhaçada, a prefeitura no M.P. foi representada,
Pelo Fórum do Hip Hop Municipal de São Paulo processada.

domingo, 18 de julho de 2010

QUEM SÃO OS VEREADORES DA COMISSÃO E SUAS ATRIBUIÇÕES ATÉ JULHO/2010

COMISSÃO EXTRAORDINÁRIA DE DEFESA DOS DIREITOS DA CRIANÇA, DO ADOLESCENTE E DA JUVENTUDE
PRESIDENTE Netinho de Paula (PC do B)
DEMAIS INTEGRANTES Eliseu Gabriel (PSB)
Senival Moura (PT)
Sandra Tadeu (DEMOCRATAS)
Agnaldo Timóteo (PR)
Marcelo Aguiar (PSC)
Souza Santos (PSDB)
Alfredinho (PT)
Carlos Alberto Bezerra Jr. (PSDB)
Atribuições:
a) receber, avaliar e proceder investigações de denúncias relativas às ameaças ou violação aos direitos da criança e do adolescente;
b) fiscalizar e acompanhar programas governamentais relativos à proteção dos direitos da criança e do adolescente;
c) colaborar com entidades não-governamentais, nacionais e internacionais, que atuem na defesa dos direitos da criança e do adolescente;
d) pesquisar e estudar a situação dos direitos da criança e do adolescente no Município de São Paulo;
e) receber, avaliar e proceder investigações de denúncias relativas às ameaças dos interesses da juventude;
f) fiscalizar e acompanhar programas governamentais ou não-governamentais relativos aos interesses da juventude;
g) colaborar com entidades não-governamentais, nacionais e internacionais, que atuem na defesa dos interesses da juventude;
h) pesquisar e estudar a situação da juventude no Município de São Paulo;
i) trabalhar em conjunto com a Comissão Extraordinária Permanente de Defesa dos Direitos Humanos, Cidadania, Segurança Pública e Relações Internacionais, na defesa da juventude, quando houver ameaças ou violação dos direitos humanos."

*FONTE:http://www.camara.sp.gov.br/comissao.asp?IDComissao=27&Tipo=1

sábado, 17 de julho de 2010

Casa do Hip Hop, breve histórico




Djalma Lopes Góes (Nando Comunista)
Rapper e sociólogo. Integra o Núcleo Cultural Força Ativa.

O Movimento Hip Hop Paulistano, desde 1996, vem se organizando para inserir o Hip Hop na agenda oficial da cidade de São Paulo. As reuniões acerca dos caminhos e possibilidades do Hip Hop aconteciam no Green Express, uma casa de shows situada na Avenida Rio Branco, no centro da cidade. Participaram desses encontros grupos de todo o Brasil, como Clã Nordestino, Racionais MCs, DMN, Rapper Pirata, Núcleo Cultural Força Ativa, dentre outros. Nestes encontros discutia-se a possibilidade de o governo municipal acatar propostas do movimento referentes à constituição de uma Rádio Educativa e da Casa do Hip Hop e da realização do Zumbi Rap Festival, dentre outras propostas.

Entre 1996 e 2000, o então vereador Vicente Cândido (PT), contou com dois integrantes do DMN, Marcão e LF, em sua assessoria. Essa experiência estreitou relações entre o Movimento e a Câmara Municipal e logo surgiram algumas propostas relacionadas ao Hip Hop e luta anti-racismo nos projetos de lei em tramite no legislativo municipal. Continuaram as mobilizações em torno da pauta dos grupos e articulações e, em decorrência dessas manifestações, foi possível que vereadores emplacassem projetos de lei que diziam respeito às demandas políticas do Hip Hop, como por exemplo:

1. Semana do Hip Hop, Lei 13.924/04 (atual Lei 14.485/07);
2. Casa do Hip Hop, PL. 422/04;
3. Casa da Cultura Hip Hop Malcom X, PL. 763/2003;
4. Dia do Hip Hop, PL. 651/2005
5. Prêmio Sabotage, Resolução 008/2004;
6. Programa Hip Hop é Educação, PL. 609/03.

Além desses projetos, o Movimento Hip Hop passou a participar e acompanhar a tramitação de outras iniciativas na Comissão de Juventude da Câmara Municipal. Em novembro de 2008, o Fórum Hip Hop apresentou, em audiência pública sobre orçamento municipal, uma proposta de inserção de rubrica orçamentária para projetos e programas de interesse da juventude, dentre eles: R$ 101 mil para realização da Semana do Hip Hop; R$50 mil para construção da Casa do Hip Hop, no bairro de Cidade Tiradentes, zona leste de São Paulo; uma previsão orçamentária mínima, de pelo menos R$1 mil, que viabilizaria o convênio com o governo federal para a implementação do Projovem Urbano, e a previsão de recursos para implementação de uma Biblioteca Pública também em Cidade Tiradentes.

Apesar de as atividades e equipamentos estarem previstos em leis municipais, fizemos isso porque a Coordenadoria da Juventude e demais secretarias do governo municipal não encaminharam para o legislativo orçamento para executá-los. E embora a Câmara Municipal e Comissão de Orçamento tenham aprovado nossas propostas e incluído os recursos para execução das referidas atividades, o governo municipal se negou a executá-las, congelando as verbas previstas para a realização delas.

Por meio de uma emenda orçamentária, em dezembro de 2008, a vereadora Claudete Alves (PT) destinou R$150 mil para a construção da Casa do Hip Hop, em Cidade Tiradentes, mas, depois de construída, o Governo Municipal e a Coordenadoria de Juventude decidiram, mais uma vez, vetar o Hip Hop, transformando o prédio, que seria a Casa do Hip Hop, numa Estação Juventude.

O Fórum Hip Hop vem participando da Comissão de Juventude da Câmara e mobilizando a sociedade no sentido de pressionar o governo municipal para execução das legislações acima. Foram realizadas audiências públicas e nosso último recurso será uma ação judicial. Entendermos que o não cumprimento de leis pode ensejar um desvio de conduta e isto é improbidade administrativa.

***fonte:http://www.acaoeducativa.org.br/boletim_juv/novojuv/102009/opniao.html

REUNIÃO E ATA DO FÓRUM DE HIP HOP

DIVULGUEM! cOLEM! MANDEM EMAIL! xINGUEM! RADICALIZE! SEJA DAS RUAS E DO HIP HOP!
AUDIENCIA PÚBLICA REFERENTE A SEMANA DE HIP HOP , NA CAMARA DE VEREADORES SP.
SOLICICITADA A PRESENÇA DO SECRETÁRIO DE CULTURA E SECRETÁRIO DE PARTICIPAÇÃO E PARCERIA SP.- 20/08/2010 - HORÁRIO 19:00 AS 22:00

REUNIÃO DO FÓRUM DE HIP HOP MUNICIPAL SP
DATA: 22/07/2010
HORÁRIO: 18:30

LOCAL: AÇÃO EDICATIVA
RUA GENERAL JARDIM, 660
PRX METRO REPÚBLICA/ SATA CECÍLIA SP

ATA DA ÚLTIMA REUNIÃO 15/07/2010:
PRESENTES: ICE BOY ESTREMOS LESTE CARTEL
SHOEY - ESTREMO LESTE CARTEL
WELLINGTON - FANTASMA VERMELHO
EDUARDO - MH2R
MALVES - TRIBO SKATE
RAPPER PIRATA
GERALDO BRITO- JORNALISTA
FERNANDO MOREIRA
WAGNER - NEUTRO 40
SONECA - PANICO BRUTAL
MARIA ANDRADE- CINE CAMPINHO
CLEITON - QUILOMBAQUE

PAUTA :
ORGANIZAÇÃO DO EVENTO HIP HOP FILMES NO BAIRRO JARDIM HELENA 25/07/2010 (ESTAÇÃO TREM).
ORGANIZAÇÃO DO EVENTO HIP HOP FILMES NO CICAS 01/08/2010
ORGANIZAÇÃO PARA HIP HOP FILMES EM PARELHEIROS
MOBILIZAÇÃO PARA AUDIÊNCIA PÚBLICA 20/08/201 pANFLETO, LOGISTICA DE MOBILIZAÇÃO
IDA PARA RÁDIO HELIÓPOLIS NO DIA 27/07/2010 19:30 NO TERMINAL SACOMÃ
DISCUSSÃO REFERENTE A 10 ªSEMANA DE HIP HOP DA ONG AÇÃO EDUCATIVA

DEMANDAS
SISTEMA DE SOM, ALIMENTAÇÃO E PANFLETAGEM PARA O EVENTO HIP HOP FILMES JARDIM HELENA
ELABORAÇÃO DA AUDIÊNCIA PÚBLICA
LOGISTICA DE PANFLETAGEM DA AUDIENCIA

blog:forumhiphopeopoderpublico.blogspot.com
fone:1182162160 Rapper Pirata





te.
MY SPACE clique http://www.myspace.com/rapperpirata
Blogger Rapper Pirata
http://rapperpirata.blogspot.com
Orkut clique http://www.orkut.com/Home.aspx?xid=1849091096719757289
FONE: 55-11-8216-2160
EMAIL: rapperpirata@gmail.com

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Fórum Hip Hop Municipal envia ao Ministério Público representação contra Prefeitura de São Paulo

O Fórum de Hip Hop Municipal SP, com apoio da ONG Ação Educativa, entrou na última quarta-feira (06/07) com representação junto ao Ministério Público para pedir providência urgente na execução da lei municipal 14.485/2007, SEMANA DO HIP HOP.

Consta na lei que a Semana do Hip Hop deve acontecer na segunda quinzena do mês de março, levando em consideração a semana do dia 21, quando se comemora o dia Internacional de Luta Contra a Discriminação Racial.

Entre os pedidos protocolados na representação constam:

A abertura de Inquérito Civil Público para que sejam averiguados os motivos da não-realização da Semana do Hip Hop;
Pedido de regulamentação para realização anual da Semana do Hip Hop;
Propositura de Ação Civil Pública, caso os procedimentos extrajudiciais não tenham efeito.

Além dos pedidos acima, em caráter de urgência, considerando que a Lei Orgânica do Município prevê o envio da Lei Orçamentária Anual 2011 à Câmara Municipal de São Paulo até o dia 30 setembro de 2010, e que neste período as Secretarias de governo estão definindo suas propostas orçamentárias, o Fórum de Hip Hop Municipal SP solicita que seja recomendada a Secretaria Municipal de Cultura a previsão de rubrica específica própria para o cumprimento da lei municipal.


Histórico
Desde 1995 o Movimento Hip Hop discute com o legislativo municipal a inclusão das manifestações do Hip Hop no calendário de eventos da cidade, isto resultou na elaboração da lei 13.924/2004 que dispõe sobre a Semana do Hip Hop.

Depois de sancionada pelo poder executivo em 2004 o Fórum Hip Hop Municipal SP vem somando forças conjuntamente com outros movimentos sociais para a realização da Semana do Hip Hop. Em 03/03/2009 o Fórum Hip Hop Municipal reuniu-se com as Coordenadorias de Juventude e de Assuntos da População Negra (CONE), momento em que apresentou os documentos orçamentários e uma proposta de projeto para a realização da Semana do Hip Hop 2009. Porém as respectivas Coordenadorias não deram devolutiva sobre a realização do evento.

Alguns membros do Hip Hop paulistano acreditam que a prefeitura é contra as manifestações culturais que possam eventualmente fazer cobranças e críticas aos serviços da atual gestão. Além da não execução de uma lei municipal, que é a Semana do Hip Hop, a administração pública municipal exclui aos poucos as atividades do Hip Hop de todos os calendários culturais.

No ano passado, por exemplo, durante a Virada Cultural, foi colocado em um espaço mínimo, isso sem contar, que foi o único local que teve a revista policial. Este ano, o Hip Hop foi excluído de vez deste evento. Situação que revela uma tentativa de calar um movimento muito utilizado pelos mais pobres de São Paulo para mostrar anseios ou defender determinadas idéias e posições.


Fórum Hip Hop Municipal SP
Criado em 2005 é um espaço e canal de diálogo entre os jovens do Movimento Hip Hop e as representações da administração pública municipal com objetivo de discutir políticas públicas e criar critérios públicos que direcionem a relação entre o poder público e os jovens, garantindo que não haja privilégios de uns em detrimento de outros setores.
Os encontros e discussões do Fórum ocorrem a partir de 8 eixos temáticos:

Difundir o Hip Hop;
Elaborar políticas públicas de juventude;
Inserir o Hip Hop como tema transversal da educação;
Combater a discriminação de gênero;
Organizar uma agenda do Hip Hop na cidade;
Combater a discriminação racial;
Atuar contra a violência policial;
Debater geração de emprego e renda.


Imprensa:

André Luiz dos Santos (Rapper Pirata)
Fone: 11 8216 2160
rapperpirata@gmail.com
Mtb:41831/SP
Geraldo Brito
Fone: 11 9556 1766
geraldoreportagem@yahoo.com.br
Mtb: 49219/SP

Informações: forumhiphopeopoderpublico.blogspot.com